27 de ago de 2009

Ser Justo

>

Os maus inclinam-se perante a face dos bons,
e os perversos junto às portas do justo. Pv. 14:19.

Os maus inclinam-se diante dos bons
por respeitarem a força do bem, mesmo que
seja no silêncio da consciência.

Somente a evolução da alma
é capaz de mostrar humildade,
reconhecendo a superioridade dos que a possuem.

Ser justo é melhorar as condições
do coração para a entrada da paz.
O justo é dotado de coragem indomável;
não teme o maior inimigo do caminho
que é a ignorância porque já venceu
a si mesmo.

O perverso não é capaz de encarar face a face
o homem de bem; é a inferioridade que o faz
abaixar a cabeça e a vergonha o faz impaciente
junto ao ser honrado.

Querer ser justo é uma coisa e ser justo
é outra bem diferente. Há uma distância imensurável
entre uma atitude e uma vivência, no entanto,
a força de vontade pode te levar de uma a outra
em pouco tempo, pela educação e a disciplina
que deves aceitar.

Lembra-te de Deus todos os dias e pede,
pela oração, à Sua magnânima assistência,
que os Seus agentes de luz dar-te-ão
os meios de conquistar os maiores valores
que te levam à felicidade.

Qualquer um reconhece a superioridade
do homem de bem sem ser preciso ter escolaridade
para esta verificação.
Já nascemos com o sentido de compreensão desenvolvido,
do certo e do errado.
Quem contraria essa inspiração divina,
na atmosfera humana, enerva a si mesmo.

O Espírito puro continua na sua pureza
sem se modificar pela negação do inconseqüente.

Sê grato pelo que recebes dos bons;
é provável que a tua sensibilidade
não registre a caridade que eles te fazem,
no entanto, a bondade desses seres irradia
amor para todos.

Os justos são sóis de Deus nos umbrais da Terra.
São luzes da luz maior.

pel espíurito de Carlos
psicografia João Nunes Maia
do Livro Gotas de Ouro

Nenhum comentário: