27 de jul de 2009

Teu Futuro



A idéia futuro às vezes assombra os que pensam nele.
O medo é por desconhecimento do que venha a ser
o porvir para nós. Entretanto, a Doutrina dos Espíritos
nos esclarece sobre nossos destinos, mostrando-nos
que a nossa posteridade, até certo ponto,
depende de nós.

Nosso futuro será justamente o que plantarmos
no presente. As sementes sempre frutificam em
favor dos que as plantam.

Desta maneira, ficaremos tranqüilos
com os horizontes de nossa vida,
se estivermos procurando viver bem nesta.

Tudo o que sai de nós se multiplica
em nossos caminhos; essa é a verdade que não
se desfaz com o tempo, vencendo também o espaço.

A palavra que espera a nossa exaltação
nesta página é Dever, O teu futuro depende
do resguardo do Dever, obrigação é compromisso
que fizemos para ser cumprido na desenrolar
da nossa própria vida.

A existência da alma está cheia de encargos;
se assim não fosse, qual o motivo de viver?

Obriga-nos a consciência a examinar
todos os dias nossas ações;
se cumprimos nossas obrigações para com a vida,
é imperativo de nossa parte este exame, porque
se esquecermos algumas delas, a ratificação
é uma incumbência maior.

Qual o ser encarnado - e mesmo desencarnado
que não tem responsabilidades?
Todos nós a temos; Deus orienta a criação
e a assiste através dos Seus filhos
conscientes dos deveres a cumprir.

Todas as atribuições a nós entregues
são porque alguém confiou em nós
e é de nosso dever retribuir essa confiança,
desincumbindo-nos de nossa missão com honestidade.

O futuro verdadeiramente nos espera para nos
entregar o que plantamos no presente, assim
como o presente é reflexo do passado.

A justiça opera sem falhas e nos dá o que damos,
nos oferta o que ofertamos.

Cada ser humano tem uma missão a desempenhar na Terra
- no lar e fora dele como dívida ou como crédito,
não importando os meios e as condições.

Importa que lutemos para melhorar
as nossas condições espirituais,
sem que o esmorecimento nos tome nos caminhos
e nos faça recuar.

Se queres um futuro de paz,
planta-o no presente, mesmo que te custe
sacrifícios inúmeros e revides sem conta
de tua própria natureza.
O Espírito é Espírito e como tal deve vencer
todas as dificuldades, para alcançar a glória
de Deus e a paz imperturbável da consciência.

O tempo que há de vir é feito pelo tempo que já veio;
conscientiza-te disto, que o teu coração passará
a compreender o teu verdadeiro dever
para com a tua existência.

Dizem os maiores que a felicidade tem algo
do dever cumprido. Conjuguemos nossos esforços
na amplitude de todas as oportunidades,
para que no amanhã sejamos livres daquilo
a que chamamos ignorância.

O Espírito é uma vida volante, com condições
de se mover pelo próprio esforço dentro da casa
grande de Deus, com muitas regalias.

As emoções que o bem pode nos proporcionar
são tamanhas, que desconhecemos suas manifestações,
principalmente as mais profundas.
Mesmo estas, é necessário que nos preparemos
para desfrutá-las. Isto é o céu;
é o futuro que espera todos nós,
porque Deus é amor.

pelo espirito de Ayrtes/João Nunes Maia
do Livro Tua Casa

Nenhum comentário: