6 de mai de 2009

Minha Mãe



-Maria Dolores-

Lembro-te, Mãe, revendo a nossa casa...
O pequeno jardim, o poço, a horta...
O vento brando que transpunha a porta,
Afagando o fogão de lenha em brasa...
Esfregavas a roupa na bacia...
Eu ficava na rede, aos teus desvelos...
Depois, vinhas beijando-me os cabelos,
A embalar-me, cantando de alegria.
Dorme, dorme, prenda minha,
Dorme agora, meu amor,
És a jóia que eu não tinha,
Prenda minha, minha flor!...
Lá no Céu tem três estrelas, prenda minha,
Todas são de prata e luz...
Lá no Céu você me veio, prenda minha,
Por presente de Jesus!...
E lá se foi o tempo, ante as mudanças...
Cresci, fiquei rebelde...Estradas novas...
Entrei no mundo grande, em grandes provas,
Carregando saudades e esperanças...
Hoje, volto a rever-te, mãe querida!...
Quero dizer-te, em minha gratidão,
Que é o amor sempre amor em minha vida,
E a própria vida de meu coração.

Maria Dolores/Chico Xavier
do Livro Dádivas de Amor

Nenhum comentário: