7 de abr de 2009

A Cura da Humanidade



-Trigueirinho-


Na verdade, quando se é chamado para a vida interna,
nada deve ofuscar o brilho da luz que guia, transforma
e redime. Somos por ela conduzidos às tarefas que nos cabe
cumprir e ao encontro das realidades internas que nos esperam.

Para chegar à libertação e à transcendência,
é necessário aprender a extrair o bem
do que contraria os anseios pessoais, individuais.

Com mais facilidade elas são atingidas pelo ser
quando ele se predispõe à neutralidade e ao silêncio,
do que quando se envaidece com seus conhecimentos e conquistas

O colaborador do Plano Evolutivo é um eterno aprendiz,
e todos são seus mestres, pois a vida pode falar-lhe
por meio dos fatos mais simples.
Por isso os grandes seres irradiam uma humildade curadora.

Essa humildade não é cultivada, é imanente;
desabrocha quando a unificação com a própria
essência interna chega a graus elevados.

Em todas as épocas, os homens que se inclinam
à vida espiritual desenvolvem maior fortaleza interior
do que os que se limitam à vida comum.

Àqueles que se abrem ao serviço são dadas possibilidades
para chegar a essa fortaleza, porém é preciso saber cultivá-la e nutri-la.
Caso não o façam, voltam atrás em seus passos.

Quando alguém se volta para a luz,
é ajudado a vencer a si mesmo.



Excertos de A Cura da Humanidade
de Trigueirinho

Nenhum comentário: