13 de mai de 2012

DIA DOS PRETOS VELHOS



ORAÇÃO DOS PRETOS VELHOS

“Senhor, Nosso Pai, que sois o Poder, a Bondade,
a Misericórdia, olhai por aqueles que acreditam em Vós
e esperam por vossa bondade, poder e misericórdia.

Dá Pai, aos que vacilam ao Vosso Poder,
na Vossa Misericórdia e Bondade,
a clareza de pensamento e abri-lhes, Senhor,
os olhos para que pratiquem sempre o bem,
a caridade para com os outros
dentro da humildade de Vossa Sabedoria,
reconhecendo assim a Vossa Existência,
Poder e Misericórdia, bem assim, o Vosso Reino.

Senhor, perdoa aqueles que a escuridão
ainda não deixou ver os erros cometidos
na sua passagem terrena.

Dá, Senhor, a eles que sofrem
a luz de Seu imenso Amor e da Sua Sabedoria.
Que a sua luz nos ilumine neste mundo
e em outros que ainda desconhecemos,
e em todos os lugares por onde passarmos nos proteja.

Oh ! Meu Pai Santíssimo!
A nós pecadores, aceita o nosso arrependimento
dos erros que temos cometido.
Pai, pela sua sagrada bondade e paixão,
consenti que caminhe até vós pelo caminho da perfeição.
Dá Senhor, orientação perfeita no caminho da virtude,
único caminho pelo qual devemos trilhar.

Misericórdia aos nossos inimigos.
Perdão a todos os nossos erros, e
que Vossa Bondade não nos falte hoje e sempre

Amém”.








ORAÇÃO A PAI BENEDITO DE ARUANDA

Salve São Benedito!

Salve o Cruzeiro Santo das Almas!

Salve o bondoso preto-velho de Umbanda
Pai Benedito de Aruanda, alma bendita
e abençoada, que um dia nasceu nas terras
da velha mãe África.

Suplico a tua força para me desamarrar
dessas amarguras que depositaram em minhas costas.

Pai Benedito de Aruanda, fostes um grande rezador
e curandeiro; livravas os infelizes das ganas
dos males físicos e espirituais,
me ajude agora e sempre,
por onde meus pés cansados caminhar.

Cruza a tua pemba imaculadamente branca,
 como são teus cabelos, pedindo o Pai Olorum,
Pai Zambi, Pai Oxalá para trazer paz
 em minha vida e a angústia do meu coração desaparecer.

Ao fumar o teu cachimbo, tua fumaça faz desenhos no ar,
carregando o medo, a calúnia e tudo o que venha
fazer meu coração sofrer.

Oh! Meu Pai Benedito de Aruanda,
com tuas ervas reze para abrir meus caminhos,
espantando meus inimigos, os feitiços
e as ciladas bem armadas, me livrando
e livrando meu Anjo da Guarda.

Grande preto-velho da seara da Umbanda,
vencedor de muitas demandas,
me dê às vitórias que preciso.

As Santas Almas te rendem homenagens
meu bom preto-velho e as almas sofredoras
como eu, pede a tua luz para clarear
quem vive em trevas.

Pai Benedito de Aruanda, a partir de agora,
respiro de alívio, pois sei, que diante desta reza,
o meu hoje, o meu amanhã e o meu sempre,
serão de alegria e de muitas felicidades.

Salve! Grande Pai Benedito de Aruanda.

Nenhum comentário: