4 de abr de 2009

Em Viagem



-Emmanuel-


A existência terrestre é uma viagem educativa.

Começa na meninice, avança pelos caminhos claros
da plenitude física e altera-se na noite da enfermidade
ou da velhice, para renovar-se, além da morte.

Repara, pois, como segues.

Não te agarres aos bens materiais, senão no estritamente necessário
para que te faças valioso irmão no concurso aos companheiros
de jornada e útil a ti mesmo.

Há muitos viajores que sucumbem na caminhada
sob pesados madeiros de ouro a que se jungem,
desorientados.

Não reclames devotamento do próximo, e, sim, ama e auxilia
a todos os que se aproximem de ti, para que o teu amor
não desça do Alto aos tenebrosos despenhadeiros do exclusivismo.

Muitos peregrinos enlouquecem o coração no mel envenenado
das afeições doentias e demoram-se longos séculos
na corrente viscosa do charco

Não prossigas viagem guardando ressentimento,
para que não aconteça te prendas impensadamente
aos labirintos do ódio.

Muitos viajantes, a pretexto de fazerem justiça, tombam,
insensatos, em escuras armadilhas da crueldade e da intriga,
com incalculáveis prejuízos no tempo.

Recorda que iniciaste a excursão terrestre sem qualquer patrimônio
e encontraste carinhosos braços de mãe que te embalaram,
amparando-te, em nome do Eterno.

Lembra-te que nada possuis, à frente do Pai Celestial,
senão tua própria alma e, por isso mesmo, so em tua alma
amealharás o tesouro que a ferrugem não consome
e que as traças não roem.


Prazer e dor, simplicidade e complexidade, escassez e abastança,
beleza da forma ou tortura do corpo físico,
são simplesmente lições.

O caminho do mundo que atravessas cada dia,
é apenas escola.

Teus afetos mais doces são companheiros
com tarefas diferentes das tuas.

Segue sem imposição, sem preguiça,
sem queixa e sem exigência.

O corpo é o teu veiculo santo.

Não lhe conspurques a harmonia.

A experiência tua instrutora.

Não lhe menosprezes o ensinamento.


O próximo de qualquer procedência é teu irmão.

Não o abandones.


O tempo é o empréstimo divino que recebeste do Céu,
para a edificante peregrinação.

Valoriza-o com o teu aprimoramento no amor e na sabedoria.

E aceitando Jesus por mestre, em teus passos de cada hora,
guarda a certeza de que, em breve, atingiras a alegria do sublime
retorno ao Divino Lar.


Emmanuel/Chico Xavier
do Livro Caridade
(Espíritos Diversos)

Nenhum comentário: